Pancada na cabeça ajuda jogador do Basel a descobrir aneurisma cerebral

Ricky van Wolfswinkel passará por cirurgia e deve ficar afastado dos gramados; condição é silenciosa

Foto: Reprodução / Instagram   

Normalmente, uma pancada na cabeça seguida de uma concussão não é uma experiência agradável de se passar. Mas isso pode ter salvado a vida de Ricky van Wolfswinkel, atacante holandês do Basel: os exames pelos quais ele passou descobriram um aneurisma cerebral, que estava lá desde antes dele ser atingido no jogo contra o LASK Linz, da Áustria, no mata-mata preliminar da Liga dos Campeões.

Já nos minutos finais do jogo, no qual o Basel foi derrotado por 2 a 1, Van Wolfswinkel levou uma pancada na cabeça e sofreu uma concussão, diagnosticada nos vestiários. Ele foi levado ao hospital para mais exames, que apontaram a presença do aneurisma – um pequeno ‘balão’ nas veias do cérebro, que poderia se romper causando-lhe danos neurológicos ou mesmo a morte. Essa condição não possui sintomas e, por vezes, fica escondida durante anos.

O atleta passará por cirurgia nos próximos dias e, em seguida, por tratamento. O Basel calcula que ele deve ficar fora dos gramados por um período de seis meses a um ano. Em um vídeo divulgado pelo clube, ele fala da situação e se diz grato por ter descoberto antes que algo grave acontecesse.

“Estou muito grato por ter descoberto o aneurisma, porque, normalmente, ele não é descoberto a tempo, sempre tarde demais. Apenas para esclarecer: a pancada que eu levei não teve nada a ver com o aneurisma. Ele estava lá há um longo período. Não havia nenhum sintoma, por isso não poderíamos tê-lo encontrado. Não sabíamos que estava lá. Precisarei de tratamento e, por isso, não poderei jogar futebol por um longo tempo”, declarou, no vídeo.

Ricky wan Wolfswinkel está no Basel desde 2017, e havia ajudado o clube a passar pelo PSV, da Holanda, na fase anterior do mata-mata da Liga dos Campeões, marcando um gol.


Fonte: Portal Esporte Fera 

24 de Agosto de 2019